segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

[não consigo nomear isso]

18/01 - 22:36
Um amigo me liga.
A ligação durou dois minutos e trinta e cinco segundos.
Quanto teria lhe custado na conta, financeiramente?
Eu sei quanto me custou.
Me custou tirar a alegria genuína de dentro do meu peito e confessá-la por meio do meu sorriso.
Me custou ser iludida novamente, acreditando que o mundo vale a pena só porque ele me ama.
Me custou ser enganada, acreditando que eu seria uma pessoa digna de ser amada.
Me custou amar aquele ser com tanta força, que nem deve fazer bem pra saúde.
Me custou ficar lembrando de coisas tipo "anjo da guarda". Por que eu pensara nele há dois dias inteiros e agora ele me ligava?
Que bom que ele ligou.
Que bom que ele existe.

2 comentários:

Rodolfo Alves disse...

bem ao estilo Tati-Quebra-Barraco:

"Triim, triim, triim. Alguém ligou pra mim."

[rebola até o chão]

Alice Mattos disse...

Cara, é triste postar algo tão bonitinho pra alguém comentar com citação de funk... ¬¬