terça-feira, 13 de outubro de 2009

sobre céu's e alice's

Nesses dias de eterna neblina, eu penso como adoro sentir qualquer coisa. Mesmo que seja pra morrer de tristeza, qualquer coisa é melhor que esse nada que domina o céu até me alcançar e me deixar assim também- nada.

Olho para o alto na esperança que essa coisa estranha se transforme em um manto negro com raios e trovões ou numa imensidão de luz do Sol e nuvens de algodão em forma de coelhos.

Olho para o espelho e imploro que esse ser insosso tenha alguma manifestação de ser humano. Que me mostre que não está mais vazio...



Ok. É só tédio.

Um comentário:

Blue butterfly disse...

ok.é só o tédio..aí amiga foi tão legal esse final..pra mim seria assim:ok.é só tpm...kkkkk
amo-te