quarta-feira, 2 de setembro de 2009

um casulo e uma borboleta

É o momento em que o casulo só precisa de uma leve brisa para permitir que a borboleta voe. Não se sabe mais se sua força é suficiente para manter aquele inseto tão guardado. Talvez o casulo não consiga mais mantê-lo e necessite soltá-lo.
O casulo está mais fraco enquanto a borboleta se fortalece.
Talvez a borboleta não consiga mais viver lá dentro e precise atender aos desejos das duas asas. Ela imaginava que sua metamorfose demoraria mais e ela seria lagarta por mais tempo. Mas ela agora tem uma ponta de dúvida em relação à sua permanência lá. Ainda que sinta medo, sabe que é inevitável, e um dia ela vai sair. Mal pode esperar...

3 comentários:

☆Liliane♥ disse...

Perfect!
^^

Rodolfo Alves disse...

Talvez falte coragem para que ela saia, talvez ela tenha medo de enfrentar um mundo fora do casulo. Mas talvez ela também não tenha entendido que se permanecer dentro do casulo por tempo demais ela possa morrer...

=D

Adorei esse texto!

Blue butterfly disse...

aí amiga que lindo..me senti essa borboleta agora..kkkkk...amo-te...